Sindicato dos Policiais Federais no Estado de Minas Gerais
Av. Raja Gabaglia, 1000 - Sl 201
Cep: 30441-070
Belo Horizonte - MG
(31) 3292.3297
 

23/02/2017

PF não paga serviço de interceptação telefônica e põe em risco Lava-Jato

PF não paga serviço de interceptação telefônica e põe em risco Lava-Jato

A Polícia Federal não paga pelos serviços prestados pela empresa Dígitro, detentora do sistema “Guardião”, desde abril de 2016. Os repasses à companhia catarinense fazem parte do contrato firmado entre as partes em 2010 para interceptações telefônicas e de dados a partir de autorização da Justiça nas investigações em curso, incluindo a Operação Lava-Jato.

23/02/2017

Hipster da Federal ganha bonecão e camiseta em bloco carnavalesco do Recife

Hipster da Federal ganha bonecão e camiseta em bloco carnavalesco do Recife

O bloco de Carnaval Passaporte da Folia, formado por agentes da Polícia Federal e que desfilará no Recife na quinta-feira (23), contará com um bonecão do Hipster da Federal. Trata-se de uma homenagem ao agente Lucas Valença, responsável por conduzir o ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha no dia de sua prisão em outubro. O rosto de Valença e sua cabeleira também estamparão a camiseta do bloco.

22/02/2017

Lideranças sindicais discutem PEC 287 com presidente da Câmara

Lideranças sindicais discutem PEC 287 com presidente da Câmara

Lideranças das centrais sindicais se reuniram nesta terça-feira (21) com Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados. Flávio Werneck – presidente do Sindicato dos Policiais Federais no Distrito Federal – SINDIPOL/DF e vice-presidente da Central dos Sindicatos Brasileiros – CSB – participou do encontro representando os policiais federais.

20/02/2017

Novo ministro precisa reformar e modernizar polícias e política criminal

Novo ministro precisa reformar e modernizar polícias e política criminal

O que está aí não é bom para a sociedade, para os governantes, nem mesmo para os próprios policiais. Os únicos beneficiários são os criminosos, os maus policiais, muitos deles no mercado da segurança privada, e políticos proxenetas, que exploram o medo em troca de votos.

 
 
Wall03